My EKG, O Site do Eletrocardiograma Logo

Bloqueio incompleto do ramo direito


O bloqueio incompleto do ramo direito é um achado comum em todas as idades, com maior prevalência em homens em comparação com mulheres 1

É definido pela duração do complexo QRS entre 110 e 120 ms em adultos e um padrão rsr', rsR' ou rSR' nas derivações V1 ou V2 2, e envolve um bloqueio parcial no sistema Purkinje direito.

Critérios eletrocardiográficos do bloqueio incompleto do ramo direito

Extraído de Surawicz B, Deal BJ et al. AHA/ACCF/HRS Recommendations for the Standardization and Interpretation of the Electrocardiogram Part III: Intraventricular Conduction Disturbances 2.

  1. Duração do complexo QRS entre 110 e 120 ms em adultos, entre 90 e 100 ms em crianças de 4 a 16 anos, e entre 86 e 90 ms em crianças menores de 4 anos
  2. Padrão rsr', rsR' ou rSR' nas derivações V1 ou V2. As ondas R' ou r' são geralmente mais largas do que as ondas R iniciais.

Bloqueio incompleto do ramo direito em adultos

A prevalência de bloqueio incompleto do ramo direito na população adulta é estimada em 5-10% e tende a aumentar com a idade 3, com uma prevalência mais elevada naqueles pessoas com menor índice de massa corporal 1.

A presença de bloqueio incompleto do ramo direito em adultos não está relacionada com factores de risco cardiovascular 1.

Bloqueio incompleto do ramo direito em atletas

A prevalência de bloqueio incompleto do ramo direito é estimada entre 35-50% nos atletas, e este padrão de ECG é visto mais frequentemente em atletas que praticam desportos de resistência 4.

Sugere-se que o atraso na condução ventricular direita não ocorre no sistema de condução, mas é causado ou por um aumento do tamanho da cavidade ventricular direita ou por um aumento da massa muscular cardíaca com um consequente aumento do tempo de condução 4.

O bloqueio incompleto do ramo direito é reversível com o descondicionamento 4.


Bloqueio incompleto do ramo direito em crianças

O padrão rsr', rsR' ou rSR' com uma duração do complexo QRS normal em V1 e V2 é uma variante normal em crianças de qualquer idade 2 3.

O bloqueio incompleto do ramo direito é definido por um complexo QRS com duração entre 90 e 100 ms nas crianças de 4 a 16 anos e entre 86 e 90 ms nas crianças com menos de 4 anos de idade 2.

O bloqueio incompleto do ramo direito pode ser diagnosticado quando o desvio terminal direito do QRS é inferior a 40 ms mas maior ou igual a 20 ms 2.

Uma vez descartadas as anomalias cardíacas estruturais e funcionais, o bloqueio incompleto do ramo direito não tem muito significado clínico na população pediátrica 3.



Algumas recomendações para o bloqueio incompleto do ramo direito

O bloqueio incompleto do ramo direito não requer avaliação adicional se o exame físico e a história familiar e pessoal forem negativos 1 3 4, mas, na presença de alguns achados clínicos, outras doenças cardíacas devem ser suspeitas.

Comunicação interatrial

Como o bloqueio incompleto do ramo direito é um achado típico de um eletrocardiograma em pacientes com uma comunicação interatrial (CIA) do tipo ostium secundum, devem ser descartados os sintomas e o desdobramento fixo do segundo som cardíaco na auscultação 4.

Os achados mais comuns do ECG em pacientes com uma comunicação interatrial do tipo ostium secundum são o bloqueio incompleto do ramo direito com eixo normal ou desvio do eixo à direita.

O bloqueio incompleto do ramo direito por si só é inadequado para diagnosticar uma CIA.

Cardiomiopatia arritmogênica do ventrículo direito

A cardiomiopatia arritmogênica do ventrículo direito deve ser suspeita quando o padrão de bloqueio incompleto do ramo direito está associado a ondas T negativas que se estendem além de V2, inclusive às derivações V3 e V4, ou na presença de extrassístoles ventriculares com morfologia de bloqueio do ramo esquerdo  4.


Resumo

O bloqueio incompleto do ramo direito é um achado comum em todas as idades, com maior prevalência em homens e atletas 1 4.

Em adultos é definido pela duração do complexo QRS entre 110 e 120 ms e um padrão de rsr', rsR' ou rSR' nas derivações V1 ou V2 2.

O bloqueio incompleto do ramo direito não requer avaliação adicional se a história familiar e pessoal e o exame físico forem negativos 1 3 4.

Na presença de alguns achados clínicos, outras doenças cardíacas devem ser descartadas.


Referências

  • 1. Bussink BE, Holst AG et al. Right bundle branch block: prevalence, risk factors, and outcome in the general population: results from the Copenhagen City Heart Study. Eur Heart J; 2013;34:138–146. doi: 10.1093/eurheartj/ehs291.
  • 2. Surawicz B, Deal BJ et al. AHA/ACCF/HRS Recommendations for the Standardization and Interpretation of the Electrocardiogram Part III: Intraventricular Conduction Disturbances. Journal of the American College of Cardiology Mar 2009, 53 (11) 976-981. doi: 10.1016/j.jacc.2008.12.013.
  • 3. Park M. Electrocardiography. In: Pediatric Cardiology for Practitioners. Philadelphia, Elsevier. 2014. 41-66.
  • 4. Corrado D, Pelliccia A et al. Recommendations for interpretation of 12-lead electrocardiogram in the athlete. Eur Heart J 2009;31:243–59. doi: 10.1093/eurheartj/ehp473.

Se você gostou... Compartilhe.