My EKG, O Site do Eletrocardiograma Logo

Disfunção ou Doença do Nó Sinusal


O Nódulo Sinusal ou Nó Sinusal (ou Keith e Flack) é a estrutura do sistema de condução onde se originam os impulsos elétricos que geram os batimentos do coração (Ver Ritmo Cardiaco). É frequentemente chamado o marcapasso do coração.

O Nó Sinusal é uma estrutura fusiforme e está localizado na parede póstero-lateral do átrio direito (Veja Sistema de Condução Cardíaco).

Qando uma alteração no seu automatismo ou na condução do estímulo para os átrios implica uma diminuição na frequência cardíaca é chamada Doença do Nó Sinusal.


Pausa Sinusal

A Pausa Sinusa está incluída na doença do nó sinusal. É causada pela ausência de geração de impulsos eléctricos no nó sinusal.

No eletrocardiograma, a principal característica da pausa sinusal, é o prolongamento do intervalo entre as ondas P, como se faltasse um QRS.

Na Pausa Sinusal, os intervalos P-P anteriores à pausa são constante, e o Intervalo P-P da pausa tem duração menor do que duas vezes a do intervalo P-P anterior (a próxima onda P aparece fora do ciclo habitual).

Pausa Sinusal, Doença do Nó Sinusal

Pausa Sinusal não patológica:
Intervalos P-P anteriores constantes de 1.24 seg, com pausa (em vermelho) de 2.12 seg, menos do que o dobro dos anteriores.

Não há consenso sobre quando uma pausa sinusal é considerada patológica. É frecuente encontrar no Holter, pausas sinusais superior a 2 segundos, sem sintomas associados, sem implicar Doença do Nó sinusal. É importante correlacionar os sintomas (tonturas, síncope) com os achados eletrocardiográficos.

Em geral, uma pausa superior a 3 segundos é considerada sugestiva de Doença do Nó Sinusal e é recomendado realizar estudos adicionais.

Bloqueio Sinoatrial

No bloqueio sinoatrial, o Nó Sinusal gera o estímulo, mas não é transmitido para os átrios ou é transmitido com atraso. Por isso não se geram ondas P, resultando em uma pausa entre duas ondas P.

O bloqueio sinoatrial tem uma classificação semelhante ao Bloqueio Atrioventricular, mas é mais difícil de diagnosticar.

  • Bloqueo Sionatrial de 1º grau: A condução do impulso do Nó Sinusal aos átrios é atrasada. Não pode ser detectado em um Eletrocardiograma normal.
  • Bloqueio Sinoatrial de 2º grau tipo I (Wenckebach): Encurtamento progressivo do intervalo PP (semelhante ao que acontece com o intervalo RR no bloqueio AV tipo Wenckebach) até que aparece um intervalo PP mais longo (que contém o impulso bloqueado). O intervalo PP mais longo é menos do que a soma de dois intervalos consecutivos.
  • Bloqueio Sinoatrial de 2º grau tipo II: Um intervalo sem ondas P que equivale aproximadamente a duas vezes o intervalo PP anterior. Também pode ser de 3 ou 4 vezes maior do que intervalo anterior a pausa.
  • Bloqueio Sinoatrial de 3º grau: É registrado como a ausência de ondas P, mas não pode ser confirmado sem ECG anterior com ritmo sinusal ou um estudo eletrofisiológico.
Bloqueo Sinoauricular de segundo grado tipo 1, Wenckebach

Bloqueio Sinoatrial de 2º grau tipo I: Encurtamento progressivo do intervalo PP anterior ao impulso bloqueado (em vermelho). O intervalo PP mais longo é menos do que a soma de dois intervalos anteriores.

Diferenças entre Bloqueio Sinoatrial de 2º grau e Pausa Sinsual

Se os intervalos PP anteriores à pausa diminuem, e a pausa for menor do que a soma dos dois últimos intervalos PP, é um Bloqueio Sinoatrial de 2º grau tipo I.

Se os intervalos PP anteriores à pausa são semelhantes, e a pausa é menor do que o último, é uma Pausa Sinusal.

Se a pausa é igual a soma dos dois intervalos PP anteriores, é um Bloqueio Sinoatrial de Segundo grau tipo II.


Síndrome de Bradicardia-Taquicardia

Outra forma de apresentação da doença do nó sinusal é a síndrome de bradicardia-taquicardia. Nessa alteração apresenta episódios de bradicardia sinusal seguidos por taquiarritmias, principalmente Fibrilação Atrial, embora possa também ocorrer Flutter Atrial ou Taquicardias Atriais.

Síndrome de Bradicardia-Taquicardia

Síndrome de Bradicardia-Taquicardia:
Bradicardia Sinusal que alterna com Fibrilação Atrial rápida que termina com uma longa pausa.

As taquiarritmias tendem a terminar espontaneamente produzindo uma pausa sinusal prolongada.


Doença do Nó Sinusal é Marca-passo

Em pacientes com sintomas é bradicardia significativa (frequência cardíaca inferior a 40 bpm) causados por doença do nó sinusal documentada, em geral, requerem o implante de um marcapasso definitivo.

Também quando não é possível associar os sintomas à Doença do Nó Sinusal, mas há um alto grau de suspeita, ou nenhuma resposta cronotrópica ao exercício.

Se você gostou... Compartilhe.