My EKG, O Site do Eletrocardiograma Logo

Como Calcular a Frequência Cardíaca


Calcular a Frequência Cardíaca de um eletrocardiograma (ECG), é de grande importância diagnóstica. Determinar uma taquicardia ou uma bradicardia, pode fazer suspeitar certas patologias e da sua gravidade.

A maneira mais fácil de calcular a Frequência Cardíaca é:... Observar o valor da análise automática do Eletrocardiograma.

Estamos a brincar? Não, muitas vezes o valor da Frequência Cardíaca é real, e nós acelera o processo de diagnóstico

De qualquer forma, cada profissional deve conhecer os diferentes métodos para calcular a FC, porque a análise automática não sempre é real ou existem eletrocardiógrafos que não fornecem o valor da Frequência Cardíaca.


300, o Número Mágico para a Frequência Cardíaca

Em um Eletrocardiograma normal, cada segundo, existem cinco quadrados grandes, e em um minuto, 300 quadrados grandes (Ver características do papel de ECG). Sabendo isso, podemos calcular a Frequência Cardíaca através da medição do intervalo RR, desde que o ritmo seja regular.

Calcular a Frequência Cardíaca pelo intervalo RR

Frequência Cardíaca: 4 Quadrados grandes = 75 bpm

Localize uma onda R que coincida com uma linha grossa, conte o número de quadrados grandes até a próxima onda R, e divida 300 pelo número de quadrados grandes.

Exemplo: Se há um quadrado entre duas ondas R: 300 bpm, dois quadrados: 150 bpm, três: 100 bpm, quatro ... Como você sabe?: 75 bpm.

E se a segunda R não coincide?

Artigo Relacionado: Calculadora de Frequência Cardíaca.

O exemplo acima foi muito fácil, mas não é sempre o caso.

Sabemos que em um ECG, normalmente, a segunda onda R não coincide exatamente com outra linha grossa. A solução é um pouco mais complicada, mas simples:

Calcular a Frequência Cardíaca no ritmo regular

Frequência Cardíaca: 4 Quadrados grandes + 3 Quadrados pequenos = 65 bpm

Divida 300 novamente, mas desta vez deve adicionar 0,2 para cada quadrado pequeno restante.

Exemplo: A distância entre duas ondas R é de 4 quadrados grandes e 3 quadrados pequenos, então divide 300 por 4,6. Resultado: 65 bpm.

Experimente a nossa: Calculadora de Frequência Cardíaca.


Frequência Cardíaca no Ritmo Irregular

As opções acima são válidos apenas se o ritmo é regular. Então...

Como calcular a Frequência Cardíaca, se o ritmo é irregular? Em arritmias cardíacas como a Fibrilação Atrial, por exemplo.

Pode ser mais fácil. Lembra quando você contava com os dedos? É um pouco semelhante.

Geralmente um eletrocardiograma registra 10 segundos, então só tem que contar todos os Complexos QRS e multiplicar por 6.

Se o ECG não mede 10 segundos, ou você não sabe quanto mede: Conta 30 quadrados grandes, que são 6 segundos, multiplica o número de QRS por 10 e você tem a Frequência Cardíaca (aproximadamente).

Calcular a Frequência Cardíaca no Eletrocardiograma no ritmo iregular

Frequência Cardíaca: 11 Complexos QRS x 10 = 110 bpm

Exemplo: Conta os QRS em 30 Quadros grandes (6 segundos) e multiplicá-los por 10 para calcular a Frequência Cardíaca: 11 complexos * 10 = 110 bpm aproximadamente.

Esperamos que você gostou deste artigo sobre como calcular a Frequência Cardíaca. Se você clica em Próximo, vamos explicar mais detalhadamente a Análise do Ritmo Cardíaco.

Lembre-se: antes de sair, experimente a nossa Calculadora de Frequência Cardíaca.

Anterior | Próximo

Se você gostou... Compartilhe.